segunda-feira, 18 de outubro de 2010

O Povo Resolve!


Deixemo-nos de conversas fiadas, sem garantia de pagamento, aquilo que os governantes parecem não ser capazes de resolver, o nosso povo, se correctamente mobilizado, resolve.

Que a história recorde o exemplo de coesão Solidária da Nação Portuguesa .

Para tudo poder salvar, inclusive a LIBERDADE, é necessário:


a) um forte e concreto exemplo dado pelas nossas elites sociais, económicas e políticas, de que estão dispostas a contribuir na proporção dos seus rendimentos para a constituição do “FUNDO NACIONAL de sustentação da Independência”

b) face a esse exemplo, uma adesão maciça de todos nós a uma campanha solidária e voluntária de contribuição para o mesmo fundo (é sabido que os portugueses são mais solidários por acto voluntário que por obrigações fiscais impostas).

Fundo a ser controlado, por um grupo de pessoas escolhidas por escrutínio directo, segundo proposta metodológica do Presidente da República.

Sem a satisfação da primeira condição, as outras são impossíveis, e aí, ai de nós todos, mas também das elites políticas de hoje.

O poder arbitrário da espada espreita!…

A ceifeira de vidas e liberdades chamada “desordem” está sendo oleada, mesmo por aqueles que serão sem dúvida as suas primeiras vítimas!...


Camilo Mortágua
Enviar um comentário