quarta-feira, 27 de junho de 2007

Aqui Tão Perto de Ti



Perdida nas janelas da alma
Olho as cidades sem tempo
Cenários de vidas imaginadas
Distantes do trabalho intenso
Mundos no tempo imaginado só eu o sei
Perdidos à entrada do labirinto

No meio da vastidão a poesia
De um dia a mais a viver
Janelas da alma sol do meio-dia
Riquezas de quem não tem o que fazer
Cenários de vidas imaginadas
Frestas de luz ao amanhecer

E se o amor
Bate as asas e voa sobre nós
Eu vou ser feliz
Hoje amanhã e depois

E se o amor
Bate as asas e voa sobre nós

Eu vou ser feliz
Aqui tão perto de ti


Letra e Música: Múcio de Sá
Banda: Donna Maria
Enviar um comentário