segunda-feira, 9 de junho de 2008

40 Horas Non-Stop

Photobucket

Em tempo de Euro 2008 desenrolou-se uma actividade cultural extraordinária nos jardins da Fundação de Serralves: 40 horas non-stop de arte e cultura.

40 Horas Non-Stop

Mesmo sem publicidade exagerada nas televisões e imprensa em geral, assistiram às diversas actividades mais de 80 mil espectadores. É certo que um canal local de televisão fez vários directos (RTP N), mas nada mais do que isso se comparado com a cobertura que foi feita antes e durante o Euro 2008. A cultura está viva na cidade do Porto.

Photobucket

Eu gosto de futebol e acho mesmo que, quando bem jogado, é uma arte. Mas os meus interesses artísticos e culturais não se esgotam, nem de perto nem de longe, no futebol. Também hoje o futebol tem muitos artistas, mas tem muitas mais negociatas e aproveitamentos políticos.

Para não ferir susceptibilidades de um ou outro bom amigo, não quero deixar de referir que assisti ao jogo Portugal-Turquia e que vibrei igualmente com a vitória da nossa selecção.

Infelizmente, só na manhã de domingo me pude deslocar a Serralves. As ruas limítrofes estavam apinhadas de carros, os milhares de pessoas que ali se deslocaram procuravam uma arte da sua época, actuante e denunciante. Não se sentiram defraudadas!

40 Horas Non-Stop

Os eventos foram eclécticos e não elitistas (pelo menos pelo que me foi dado observar), desde espectáculos para crianças a outros para um público mais adulto. Foi-me dado observar, no pouco tempo de que pude dispor para o efeito, a junção entre a cultura popular e a erudita, sem competição, mas com harmonia, porque cultura há só uma.

40 Horas Non-Stop

É o quinto ano em que se realiza este extraordinário evento. Para o ano não vou deixar de estar atento e tirar um proveito ainda maior deste fenómeno cultural.
Enviar um comentário