sexta-feira, 27 de junho de 2008

EDP Rouba Cidadãos Cumpridores

Caros Concidadãos e amigos,

Esta malta pretende pôr os cidadãos comuns, bons e regulares pagadores, a pagar as dívidas acumuladas por caloteiros clientes da EDP, num total de 12 milhões de euros e, para o efeito, a entidade reguladora está a fazer uma consulta pública que encerra em meados de Julho. Em função dos resultados desta consulta será tomada uma decisão. Esta consulta não está a ser devidamente divulgada nem foi publicitada pela EDP, pelo menos que se saiba.

Isto é um país que ameaça a se tornar numa república das bananas onde a democracia está em risco e lentamente se tem transformado numa partidocracia onde o aparelho do Estado está minada de incompetentes e sujeitos que nunca venceram na vida e até deputados cuja a ocupação anterior era o desemprego (com toda a consideração pelos desempregados) e que pelo partido entram pela porta do cavalo na Administração Pública sem exames nem qualquer formalidade prévia e havendo a verdadeira reforma da AP, adivinhem quem serão os primeiros a irem parar para a rua? resultado EXOTAM OS COMPETENTES E DEIXAM OS INTELIGENTES... é a incompetência total na gestão do Estado onde se verificam os episódios caricatos de grandes Obras Públicas surgirem no horizonte e as empresas prepararem-se com nomeações de políticos como o de Jorge Coelho e do Ferreira do Amaral. Em contrapartida, Serviços Públicos Fundamentais se encontram na falência total como o caso do Tribunal do Comércio entre tantos outros....servindo até como instrumento de vingança pessoal de adeptos do Benfica conforme certamente ainda hoje ouviram da boca do excelente bastonário da Ordem dos Advogados.

Como é possível pretenderem que sejam os consumidores a pagar os incobráveis? SÓ NA ESTRITA MEDIDA EM QUE NOMEIEM OS CONSUMIDORES IGUALMENTE NA DISTRIBUIÇÃO DOS LUCROS...É CLARO QUE É UM ENCARGO DOS ACCIONISTAS SEJA ESTADO SEJA QUEM FOR... ISTO SÓ EM PORTUGAL

A DECO tem protestado, mas o processo é irreversível e o resultado desta consulta irá definir se a dívida é ou não paga pelos clientes da EDP. A DECO teme que este procedimento pegue e se estenda a todos os domínios da actividade económica e a outras empresas de fornecimento de serviços (EPAL, supermercados, etc.). Há que agir rapidamente. Basta enviar um e-mail com a nossa opinião, o que também pode ser feito por fax ou carta.

Peço que enviem o mail infra e divulguem o mais possível, para bem de todos nós cumpridores.

DEVERÃO ENVIAR UM MAIL COM O TEXTO DE PROTESTO ABAIXO REPRODUZIDO PARA :

consultapublica@erse.pt

Exmos Senhores,

Pelo presente e na qualidade de cidadão e de cliente da EDP, num Estado que se pretende de Direito, venho manifestar e comunicar a Vossas Exas a minha discordância, oposição e mesmo indignação relativamente à "proposta", que considero absolutamente ilegal e inconstitucional, de colocar os cidadãos cumpridores e regulares pagadores a terem que suportar também o valor das dívidas para com a EDP por parte dos incumpridores.

Com os melhores cumprimentos,
Enviar um comentário