quinta-feira, 9 de julho de 2009

Despedida

Que todos vejam na inquietação um meio para chegar mais longe.

Agora que vou partir da escola onde permaneci nos últimos cinco anos, levo comigo saudade de alguns momentos felizes, mas também alguma amargura. Não deixo saudades nem espero reconhecimento.

Eu sou um péssimo professor. Não pretendo mostrar aquilo que não sou, porque sou assim: transparente.

Não acredito em amizades cantadas, nem em pretensas reconsiderações e elogios de última hora.

Não, nós não somos todos irmãos.

Eu sou assim... FRONTAL!

Enviar um comentário