domingo, 11 de outubro de 2009

Os Descobrimentos em ritmo RAP



DESCOBRIMENTOS PORTUGUESES (SÉCULO XV)


Lá para os fins do século XIV
A Europa andava metida em confusões
Guerras, guerras e tropeções
Que duraram mais de 100 anos.
Mas aqui, no extremo ocidental
Desta Europa maluca
Havia um pequeno povo
Que sonhava com grandes feitos.

Os Tugas sabem navegar yo!
Os Tugas sabem sonhar, yo!

Os Tugas estavam em paz
Procuraram novas aventuras
Primeiro foi o rei João I
Que em 1415 conquistou Ceuta.
Os Mouros bem que a queriam,
Mas os Tugas foram mais fortes
Apesar da conquista
Os lucros não apareceram
Porque os Tugas ficaram com Ceuta
Mas os Mouros com os arredores.
O rei tinha filhos que estudaram e viajaram,
Filhos, que sabiam sonhar.
Um deles, um tal Henrique
Organizou as descobertas
E assim Portugal iniciou a aventura.
Tinham de lutar contra lendas e monstros
Mas o tal Henrique convenceu os seus homens.

Os Tugas sabem navegar yo!
Os Tugas sabem sonhar, yo!

Em 1419 descobriram a Madeira
Em 1425 chegaram aos Açores
Para onde mandaram gente
Povoar e colonizar
Conquistando os mares
Começaram a obter lucros
Mas agora o grande desafio
Era passar o cabo Bojador
Todos os barcos que lá chegavam
Não conseguiam regressar
Mas um homem de coragem
A mando do Infante
Um tal Gil Eanes
Conseguiu ultrapassar o Cabo em 1434

Os Tugas sabem navegar yo!
Os Tugas sabem sonhar, yo!

Para lá do Bojador ficava um imenso continente
Os Tugas começaram a navegar mais para Sul,
Chegaram a Cabo Verde
E também à Serra Leoa,
Mesmo à entrada do Golfo da Guiné.
E em Arguim uma feitoria fundaram
Daqui veio o primeiro ouro.
Mas em 1460 morreu o Infante.
O seu tio Afonso V
Era amigo da Nobreza
Optou por mais conquistas
Alugando a exploração
Da costa africana a um comerciante,
Um tal Fernão Gomes.
O Golfo da Guiné explorou
Foi até S. Tomé e Príncipe.
Na Mina construíram uma nova feitoria,
E os lucros dos Tugas começaram a aumentar.
Afonso V conquistou
Tânger, Arzila e Alcácer-Ceguer.

Os Tugas sabem navegar yo!
Os Tugas sabem sonhar, yo!

No reinado seguinte, um tal João II
Decidiu que os Tugas deviam chegar à Índia
Nem todos concordavam
Sobretudo os Espanhóis.
Mas o rei português é que liderava o pelotão
Mandou Diogo Cão procurar a passagem do Índico,
Mas este só chegou a Angola e à Namíbia.
Em 1487 o bravo Bartolomeu Dias
Conseguiu passar as Tormentas e descobriu o Índico.
Mas o esperto João II mudou o nome do cabo
Chamou-lhe da Boa Esperança
Porque abria as portas da Índia.

Os Tugas sabem navegar yo!
Os Tugas sabem sonhar, yo!

Foi aqui que apareceu
Um tal Cristóvão Colombo
O Colombo disse ao rei…
Se navegasse para ocidente
Chegaria até à Índia.
O rei recusou
E o Colombo foi pedir
Ajuda aos Espanhóis.
Estes coitados
Deram-lhe uns barquitos
Para neles navegar
Em 1492 o Colombo chegou a umas ilhas
Pensou que tinha chegado à tão desejada Índia,
Mas na verdade tinha acabado
De descobrir um novo continente.

Os Tugas sabem navegar yo!
Os Tugas sabem sonhar, yo!

João II sabia que Colombo estava enganado,
Mas para garantir a posse da Índia
Negociou com os Espanhóis.
Em 1494 assinou um tratado em Tordesilhas.
Que dividiu o Mundo entre os dois países.
As terras a oriente eram dos Tugas
E a ocidente dos Espanhóis.

O rei morreu antes de preparar a viagem.
Foi o seu sucessor, Manuel I, que conquistou essa honra.
Em 1498, o valente Gama chegou à Índia.
Em 1500 o bravo Cabral achou o Brasil
Mais tarde o grande Magalhães,
Tuga ao serviço de Espanha,
Provou que a terra era redonda.

Os Tugas sabem navegar yo!
Os Tugas sabem sonhar, yo!

Depois é que vieram os problemas.
Havia que consolidar a aventura.
Os Tugas eram poucos,
Mas tentaram impor aos outros a sua vontade.
A sua cultura e a sua fé.
Combateram e mataram,
Roubaram e escravizaram.
Tudo em nome de Deus…
Hoje os tempos são outros.
Sabemos que a nossa liberdade
É maior quanto maior for a dos outros,
Mas ainda há por aí,
Muita gente com falinhas mansas,
Que contraria a nossa esperança.

Os Tugas sabem navegar yo!
Os Tugas sabem sonhar, yo!

----------------------------------------------

Este texto surgiu de um só jorro depois de na semana anterior, numa das minhas aulas, a propósito de já não sei quê ter brincado com os alunos inventando uma música de Rap , de acordo com a matéria que estava a leccionar. A partir daqui amadureci a ideia de dar uma aula sobre os descobrimentos portugueses motivando-os através de uma música Rap.

O texto é o que acabaram de ler, a música será aquela que me sair quando "cantar" esta aula na próxima semana, mas deixo aqui um pequeno desafio: será que alguém quer musicar esta letra, sei que provavelmente terei de fazer uma ou outra alteração, por causa do ritmo e do tempo, mas a ideia manter-se-á a mesma.

Alguém está interessado?
Enviar um comentário