sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Sócrates!!! És mesmo o MAIOR!!!

Esta informação anda a circular na net via e-mail, este é apenas mais um meio para a divulgar.

A talhe de foice lembro a obra megalómana do Euro 2004 quando, tirando os estádios dos 3 grandes, os restantes estão praticamente às moscas, com especial destaque para o Estádio do Algarve. Mas os nossos políticos são egocêntricos até dizer basta e querem deixar o seu nome associado a qualquer obra, mesmo que inútil. Eu já nem lembro os nomes desses politiqueiros, alguns deles até tiveram de se por em bicos de pés para aparecer nas fotografias. Outros foram elevados à categoria de heróis nacionais. De alguns esquecemos a necessidade da justiça esclarecer possíveis envolvimentos criminosos.

Neste País tem-se a mania de deixar arrastar as situações, o que é mau para todos, pois a morosidade dos processos judiciais transforma os presumíveis inocentes em presumíveis culpados, pervertendo o sentido de justiça.

Tinha sido muito mais lógico que Portugal e Espanha tivesse partilhado a realização do Euro 2004, tal como o vão fazer no Euro 2008 a Áustria e a Suiça, Países bem mais ricos do Portugal.

------------------------------------------

O novo estádio da cidade de Al-Kahder, nos arredores de Belém, na Cisjordânia, cuja construção foi financiada por Portugal, através do Instituto Português de Cooperação para o Desenvolvimento, vai ser inaugurado na próxima segunda-feira.

O recinto custou dois milhões de dólares, tem capacidade para seis mil espectadores, é certificado pela FIFA e dispõe de piso sintético e iluminação.

A cerimónia de inauguração abrirá com uma marcha de escuteiros locais, conduzindo as bandeiras de Portugal e da Palestina, e a execução dos respectivos hinos nacionais.

Já fechámos urgências, maternidades, centros de saúde e escolas primárias,
mas... oferecemos um estádio à Palestina.

Devíamos fechar o Hospital de Santa Maria e oferecer um pavilhão multiusos ao Afeganistão.

A seguir fechávamos a cidade universitária e oferecíamos um complexo olímpico (também com estádio) à Somália e, por último, fechávamos a Assembleia da República e oferecíamos os nossos políticos aos crocodilos do Nilo.


DIVULGUEM PARA SABEREM O QUE FAZ O GOVERNO COM OS NOSSOS IMPOSTOS
Enviar um comentário