sábado, 28 de fevereiro de 2009

PAZ!



Às vezes não fazemos o que queremos para não ficarem a saber o que queremos.

Não há ninguém nesta Vila que não tenha perdido alguém insubstituível ao ponto de desejar deixar de existir.

Espero sempre arriscar tudo pela causa justa.

O Mundo move-se pelo amor, não pela indiferença.


A Vila (The Village) de M. Night Shyamalan
Enviar um comentário