quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Tempo

(...) é preciso esperar, dar tempo ao tempo, o tempo é que manda, o tempo é o parceiro que está a jogar do outro lado da mesa, e tem na mão todas as cartas do baralho, a nós compete-nos inventar os encartes com a vida, a nossa, (...)

José Saramago in "Ensaio sobre a Cegueira"
Enviar um comentário