sábado, 6 de junho de 2009

À minha Flor tão Frágil


Era um fim de tarde em Setembro,
Ao teu lado ouvi o teu primeiro grito.
Acabada de chegar ao nosso Mundo,
E já ansiavas pela santa liberdade!

Nas primeiras palavras, nos primeiros passos…
Nem sempre soube estar ao teu lado!
Nas primeiras letras e lengalengas…
O nosso caminho ainda está a começar!

Maio de 2009
Enviar um comentário