domingo, 7 de junho de 2009

Europeias 2009


O PS de Sócrates perdeu as Eleições Europeias!

Esta é a principal conclusão que se pode tirar dos resultados eleitorais de hoje, mesmo que só tenham votado cerca de 38% dos cidadãos portugueses eleitores.

Quem trouxe para o primeiro plano da discussão política o julgamento do Governo, ou como eufemisticamente disse José Sócrates (JS), julgamento da Oposição, foi o PS.

Neste contexto, não é legítimo que JS venha agora afirmar que estas eleições não podem ser extrapoladas para as Legislativas de Setembro próximo, não esquecendo que pelo meio ainda temos as Autárquicas.

Foi hilariante ver JS nervoso, sem postura de homem de Estado, birrento, amuado (tal como o famoso CR7) e, como sempre, autista.

Muitos clamam vitória mas, quanto a mim, só têm direito a clamar vitória partidária aqueles que, apesar da grande abstenção, ainda conseguiram aumentar , em valor absoluto, os seus resultados eleitorais, comparando com outras eleições onde a abstenção foi muito menor.

Há de facto uma força nova que está a emergir, uma força nova, uma força de esquerda, diferente e verdadeira, que merece o benefício da dúvida.

Quanto ao PS de JS, perde votos sobretudo à esquerda para o BE e o PCP; quanto à direita, nada de novo: são simples partidos que diferem do PS apenas do ponto de vista formal, porque, ideologicamente, não há grandes diferenças, não fazem qualquer ruptura com o poder económico.

O PS de JS, o PSD e o PP fazem parte da mesma casta, daqueles que têm enterrado os deserdados, os mais pobres. Este partidos, nos quais incluo o PS de JS, têm desprezado os que mais sofrem, criam sistematicamente injustiças sociais. Faltam-lhes valores, imaginação e criatividade, porque o seu principal objectivo é perpetuar a casta política ou politiqueira no poder.

Chegou a hora dos "carregadores de piano" fazerem ouvir a sua voz. Não imitando os outros, porque são diferentes, mas mostrando, na prática, que há outra via para além daquela que nos impingem há 30 anos e, evidentemente, diferente daquela que nos impingiram durante 48 anos.

Os Portugueses estão de parabéns, derrotaram o PS de JS. Só podemos estar orgulhosos por derrotar um bando de maltrapilhos. Por isso, neste momento, não interessa realçar as diferenças, porque o objectivo era mostrar a nossa discordância e repulsa para com JS.

Chegou a hora de acordar!
Enviar um comentário