domingo, 3 de maio de 2009

Dia da Mãe


Eu e a minha Mãe (aqui com 88 anos) em 2 de Setembro de 2002.
A minha Mãe morreu faltava cerca de um mês para completar 90 anos.


A minha mãe está sempre comigo e em mim, não preciso de um dia especial para a recordar nem para lhe dizer:

OBRIGADO MÃE! AMO-TE!

-----------------------------------

Para partilhar convosco algo que herdei da minha mãe, para além do carinho e do amor, mas isso é algo que só poderei dar tentando seguir o seu exemplo, deixo-vos aqui a receita da Bôla de Bragança, tal como a minha mãe a fazia.

BÔLA DE BRAGANÇA

Ingredientes:

• 1 Kg de farinha de trigo
• 7/8 ovos
• Azeite qb (pouco)
• 30 g de fermento padeiro
• Sal a gosto, mas atenção não é necessário muito porque as carnes já são salgadas
• Carnes variadas de preferência desossadas (fêveras de porco, peito de frango, enchidos e fumeiro, presunto, carne de caça, etc)
• 1 forma sem buraco, pode ser um tacho sem asas de plástico.

Modo de fabrico:

Amornam-se 8 ovos levemente. Põe-se um pouco de azeite a amornar. Numa tigela desfaz-se cerca de 30 g. de fermento de padeiro em água morna.

Num alguidar, junta-se 1 kg. de farinha com o fermento e amassa-se. Juntam-se os ovos um a um, e vai-se amassando sempre. Junta-se o azeite. Junta-se o sal. Pode haver necessidade de juntar mais farinha, sabe-se que tem a farinha necessária quando a massa deixa de se agarrar às mãos. Amassa-se muito, muito bem.

Faz-se uma bola, cobre-se com um pano quente, mas antes faz-se uma cruz na massa.

Fica a levedar enquanto se preparam as carnes.

Fêveras fritas, frango estufado, fatias finas de toucinho fumado, linguiça, chouriço, paio, presunto. E tudo o mais que se quiser.

Aquece-se a forma, levemente, e unta-se com azeite. Forra-se a forma com massa e vai-se recheando às camadas intercaladas de carnes e massa. Vai ao forno.

Maria Luísa Strecht Rietsch Monteiro
Enviar um comentário